Close
Close
Informações do Usuário

Você não está logado.

Discovery Channel
Evolução dos Tubarões
Descubra como viveram os primeiros tubarões
mais
Página Principal
Programação da Semana
Onde habitam?
Migração
O que os tubarões comem?
Como os tubarões comem?
section
Section 1.6
Section 1.7
Section 1.8
Section 1.9
Section 1.10
Section 1.11
Section 1.12
Section 1.13
Section 1.14
Section 1.15
Tubarões em detalhe
Anatomia dos Tubarões
As ordens
Reprodução dos Tubarões
Section 2.4
Section 2.5
Section 2.6
Section 2.7
Section 2.8
Section 2.9
Section 2.10
Section 2.11
Section 2.12
Section 2.13
Section 2.14
Section 2.15
Os mais famosos
Tubarão cabeça-chata
Tubarão-martelo
Tubarão-Azul
Tubarão-tigre
O Grande tubarão-branco
Tubarão Mako
Tubarão-frade
Tubarão-boca-grande
Cação-lixa
Tubarão-baleia
Cação-anjo
Tubarão-anão
Peixe-serra
Cação-bruxa
Section 3.15
Verdades e Mitos
Tubarões em Perigo
Cortando as barbatanas
Captura acidental
Produtos de tubarão
Filmes de tubarões
Selachophobia
Ataques de Tubarões
Section 4.8
Section 4.9
Section 4.10
Section 4.11
Section 4.12
Section 4.13
Section 4.14
Section 4.15
Jogos
Section 5.1
Section 5.2
Section 5.3
Section 5.4
Section 5.5
Section 5.6
Section 5.7
Section 5.8
Section 5.9
Section 5.10
Section 5.11
Section 5.12
Section 5.13
Section 5.14
Section 5.15
Tubarão - 30º Aniversário
Nos bastidores
Fato ou ficção?
Section 6.3
Section 6.4
Section 6.5
Section 6.6
Section 6.7
Section 6.8
Section 6.9
Section 6.10
Section 6.11
Section 6.12
Section 6.13
Section 6.14
Section 6.15
Tubarões por dentro
Onde habitam?
Migração
O que os tubarões comem?
Como os tubarões comem?
Sentidos dos tubarões
Section 7.6
Section 7.7
Section 7.8
Section 7.9
Section 7.10
Section 7.11
Section 7.12
Section 7.13
Section 7.14
Section 7.15
Repelente de Tubarões
Section 8.1
Section 8.2
Section 8.3
Section 8.4
Section 8.5
Section 8.6
Section 8.7
Section 8.8
Section 8.9
Section 8.10
Section 8.11
Section 8.12
Section 8.13
Section 8.14
Section 8.15
Videos
Section 9.1
Section 9.2
Section 9.3
Section 9.4
Section 9.5
Section 9.6
Section 9.7
Section 9.8
Section 9.9
Section 9.10
Section 9.11
Section 9.12
Section 9.13
Section 9.14
Section 9.15
Fóruns
Section 10.1
Section 10.2
Section 10.3
Section 10.4
Section 10.5
Section 10.6
Section 10.7
Section 10.8
Section 10.9
Section 10.10
Section 10.11
Section 10.12
Section 10.13
Section 10.14
Section 10.15
Descanso de Tela
Section 11.1
Section 11.2
Section 11.3
Section 11.4
Section 11.5
Section 11.6
Section 11.7
Section 11.8
Section 11.9
Section 11.10
Section 11.11
Section 11.12
Section 11.13
Section 11.14
Section 11.15
Papel de parede
Section 12.1
Section 12.2
Section 12.3
Section 12.4
Section 12.5
Section 12.6
Section 12.7
Section 12.8
Section 12.9
Section 12.10
Section 12.11
Section 12.12
Section 12.13
Section 12.14
Section 12.15
Imagens no Msn
Section 13.1
Section 13.2
Section 13.3
Section 13.4
Section 13.5
Section 13.6
Section 13.7
Section 13.8
Section 13.9
Section 13.10
Section 13.11
Section 13.12
Section 13.13
Section 13.14
Section 13.15
Section 14
Section 14.1
Section 14.2
Section 14.3
Section 14.4
Section 14.5
Section 14.6
Section 14.7
Section 14.8
Section 14.9
Section 14.10
Section 14.11
Section 14.12
Section 14.13
Section 14.14
Section 14.15
Section 15
Section 15.1
Section 15.2
Section 15.3
Section 15.4
Section 15.5
Section 15.6
Section 15.7
Section 15.8
Section 15.9
Section 15.10
Section 15.11
Section 15.12
Section 15.13
Section 15.14
Section 15.15
O que é um tubarão?
O que é um tubarão?
O apropriadamente chamado tubarão-elefante. Há muitas espécies diferentes de tubarões, e muitos deles não se parecem nada com a clássica imagem de um tubarão.

Os tubarões constituem um grupo de criaturas incrivelmente diversificado, e defini-los não é tão fácil como parece. Embora todos sejam peixes, eles diferem enormemente no que se refere à forma do corpo, tamanho, hábitat, comportamento e dieta. Muitos deles não se parecem em nada com a imagem clássica que temos de um tubarão – alguns sobrevivem quase unicamente junto aos solos oceânicos, enquanto outros são criaturas de aspecto estranho, que vivem a enormes profundidades. Mas há certas características que são comuns a todos os tubarões:

Contrariamente a outros peixes, os tubarões têm o esqueleto principal feito de cartilagens, no lugar de ossos. Seu esqueleto é reforçado em certos pontos por placas especiais denominadas “tesserae”, feitas de duros sais de cálcio.

Todos os tubarões têm dentes que são reproduzidos regularmente, sendo substituídos a intervalos habituais. Alguns tubarões conseguem produzir vários milhares de dentes a cada ano. Os dentes antigos são liberados para serem substituídos por uma nova fileira deles.

Até a pele do tubarão tem dentes! Uma das características que define os tubarões é a presença de escamas semelhantes a dentes que cobrem sua pele e são denominadas de dentículos dérmicos. São estes dentículos que fazem com que a pele do tubarão pareça uma lixa.

Os tubarões têm pelo menos cinco pares de fendas branquiais verticais, que ficam quase sempre situadas nos lados da cabeça. Algumas espécies chegam a ter sete pares de fendas branquiais.

A maioria dos outros peixes possui bexigas natatórias que os ajudam a flutuar. No entanto, os tubarões não apresentam qualquer traço deste órgão, o que os obriga a nadar constantemente, pois se eles parassem, a gravidade os puxaria para o fundo do mar.

Fotos: NHPA