Informações do Usuário

Você não está logado.

Discovery Channel
 
Desafios da vida
Este episódio apresenta as coisas extraordinárias que animais e plantas precisam fazer para conseguir sobreviver e se reproduzir.
Assista a cenas impressionantes, captadas a 1000 frames por segundo: macacos-prego abrindo cocos com “martelos” de pedra; hipopótamos saltando de dentro d´água e camaleões roubando presas da teia de uma aranha. Corra com os guepardos enquanto unem esforços para derrubar um avestruz; veja os golfinhos formarem círculos perfeitos de areia para encurralar um cardume de peixes e nade com uma foca que tenta escapar do ataque de orcas no gelo da Antártica.

A primeira e mais importante lição que todas as criaturas aprendem na vida é como obter alimento. No norte do Quênia, três guepardos irmãos desenvolveram uma nova forma de caçar. Em vez de atacar presas pequenhas sozinhos, eles aprenderam a derrubar avestruzes em um esforço conjunto. Correndo o risco de levar um chute potencialmente fatal, eles precisam ser muito cautelosos.

Os golfinhos-nariz-de-garrafa que vivem na Baía da Flórida também inventaram uma nova técnica. Para abocanhar suas presas, peixes muito velozes, um dos golfinhos produz um círculo de areia ao redor do cardume, batendo sua cauda no fundo do mar enquanto nada fazendo um grande círculo. À medida que a areia se dispersa pela água, o círculo se estreita ainda mais e os peixes são encurralados. Em pânico, eles saltam para fora da água – diretamente na boca dos espertos golfinhos!

A batalha entre animais e plantas pode ser intensa. No Brasil, no estado de Roraima, macacos-prego demonstram uma habilidade extraordinária para quebrar cocos e ter acesso às sementes de que tanto gostam. Eles colhem os cocos, retiram as cascas e os deixam secar. Depois de algumas semanas, eles os transportam para uma grande pedra, parecida com uma bigorna, e os esmagam com uma pedra pesada, à guisa de martelo. Um macaco-prego pode levar oito anos para aperfeiçoar esta complexa técnica de abertura de cocos.

Na vida de cada animal, chega uma época em que o acasalamento é sua maior prioridade. A mosca Cyrtodiopsis dalmanni se vale de uma técnica impressionante. Ela suga bolhas de ar e as sopra através das hastes de sua cabeça para aumentar a distância entre seus olhos. Esta curiosa técnica é vital para o acasalamento, já que os machos com a maior distância entre os olhos conquistam o maior número de fêmeas.

Os animais são capazes de atitudes extraordinárias para protege e alimentar seus filhotes. A minúscula perereca venenosa vermelha e azul
carrega seus filhotes até as poças de água que se formam em bromélias no alto das árvores de uma floresta tropical na Costa Rica. Como ali não há alimento para os girinos em desenvolvimento, ela escala regularmente a árvore para levar ovos não fertilizados e alimentar cada girino, percorrendo o equivalente a 800 metros em cada jornada.

Mas nem sempre os pais estão por perto. Quando os filhotes de pinguins-antárticos ganham penas, não há nenhum adulto para ensiná-los a enfrentar os perigos que os rodeiam. Movidos pelo instinto, eles precisam entrar no mar para se alimentar. Mas como mal sabem nadar, muitas vezes tornam-se vítimas das impiedosas focas-leopardo, que aguardam um movimento imprudente dos inexperientes filhotes.

No fim das contas, superar os desafios da vida – seja encontrando alimento suficiente ou se esquivando dos predadores – só tem significado se o desafio final for vencido: transmitir os genes para garantir a sobrevivência da próxima geração.
   
DESAFIOS DA VIDA
RÉPTEIS E ANFÍBIOS
MAMÍFEROS
PEIXES
AVES
CAÇADORES E CAÇADOS
INSETOS
CRIATURAS DAS PROFUNDEZAS
PLANTAS
PRIMATAS
Legais,
termos e
condições.
Ler |+|