1. América Latina

Rituales en LatinoaméricaPete conhece uma mãe de santo do Candomblé na periferia do Rio de Janeiro e toma um alucinógeno com uma comunidade nas florestas do Brasil.
Na América Latina, Pete fuma com a “Mãe-Morte” no México, entra em uma caverna profunda na Bolívia para encontrar um deus assustador do submundo e toma uma alucinógeno natural com uma comunidade nas florestas do Brasil. Ele também descobre que a igreja católica está perdendo força, após séculos de dominância, por causa da gigantesca explosão de novas religiões e do ressurgimento de antigas práticas adormecidas. Mas sua busca por entender a diversidade da espiritualidade do Novo Mundo torna-se cada vez mais complicada. Pete conhece os métodos radicais de um influente padre pentecostal que trabalha em uma das mais famosas prisões do Rio de Janeiro, e precisa se segurar muito quando o ministro tenta exorcisar seu vício em cigarro. Em Brasília, Pete conhece o espaço de uma comunidade que cultua os OVINIS, onde um médium perde o controle durante uma leitura e é preciso lidar com a presença assustadora do mundo espiritual.

2. Oriente Médio

Rituales en Oriente MedioNessa viagem movimentada e muitas vezes perturbadora, Pete explora o Oriente Médio e encontra os Whirling Dervishes, a religião folclórica Alevis e muito mais.
Peter Owen Jones explora as raízes do conflito religioso do Oriente Médio. Sua viagem de um mês pela região tem início em Jerusalém, nos lugares sagrados para três das maiores religiões do planeta: o Judaísmo, o Cristianismo e o Islamismo. Ele chega na Sexta-feira Santa e encontra os peregrinos cristãos refazendo os últimos passos de Cristo até Gólgota. Durante o festival Purim, dos judeus, ele questiona os colonizadores sionistas e o pai de um homem-bomba a respeito das causas da intolerância e dos efeitos da violência. Ele viaja até a Síria para conhecer o Islamismo e a mística tradição sufista dos Whirling Dervishes. Na Turquia, Pete encontra uma religião folclórica mais antiga e menos conhecida, a Alevis. Aventurando-se pelos limites do Iraque, ele encontra o antigo e obscuro grupo conhecido como Yazidis, em seu templo nas montanhas do norte. Sua viagem é repleta de descobertas desconfortáveis sobre a natureza da intolerância religiosa, mas termina com uma redentora mensagem de paz.

3. América do Norte

Rituales en NorteaméricaPeter Owen Jones embarca na odisseia religiosa pela América do Norte para descobrir tudo a respeito das controversas religiões presentes ali.
Pete vai para o país com maior diversidade de religiões do mundo, os Estados Unidos. Ele conhece um lado perigoso do Bible Belt (Cinturão da Bíblia) quando se aproxima dos criadores de serpentes das montanhas Appalachian, antes de se sentar diante de uma mesa em numa sessão espírita. Ele continua a desafiar a própria fé quando fica cara a cara com um evangelista que faz milagres e um menino pregador. Em seguida, ele testemunha uma cerimônia gay na Califórnia. Em Utah, Pete visita a cidade sagrada dos mórmons e se aventura em lugares inóspitos em busca de religiosos fora-da-lei que se casam com várias mulheres. Ele conhece uma sauna tradicional dos Navajo e visita uma seita na qual a mumificação ainda é praticada. Essa jornada tem seu clímax em Nevada, onde ele se junta a 50 mil celebrantes para testemunhar a cerimônia do Burning Man.

4. Europa

Rituales en EuropaDe volta ao seu continente, Pete encontra um número inesperado de rituais e seitas, incluindo templos subterrâneos na Itália e xamãs na Noruega. Pete finaliza sua odisseia religiosa na Europa, continente onde vive, e descobre uma série de rituais e seitas inesperados e surpreendentes. Templos subterrâneos gigantestos na Itália, xamãs na Noruega, e a única república budista da Europa. Ele também descobre um lado obscuro da fé na tumultuosa história da religião na Europa e descobre que sua própria religião foi responsável por ataques de intolerância, perseguições e mortes. No final das contas, essa aventura se transforma em uma jornada pessoal profunda, e Peter se pergunta como irá se adaptar quando voltar para sua paróquia.


5. O extremo-oriente

Extremo OrientePeter observa um ritual de purificação durante o Festival do Fogo de Shinto Oto Matsuri e descobre como a guerra ajudou a construir a maior igreja do mundo. Pete observa as exóticas e inescrutáveis religiões do Extremo-oriente, dos anárquicos homens nus budistas e dos festivais do fogo xintoísta do Japão aos iluminados monges taoístas das montanhas da China. Ele também visita uma obscura seita xamânica na Coreia do Sul e descobre como a guerra ajudou a construir a maior igreja do mundo. Na Tailândia budista, ele descobre o significado de desapego, e no Vietnã, fica sob a vista de um olho divino, antes de dar dinheiro a uma deusa mãe.



6. África

Rituales en AfrircaDe sacrifícios em homenagem a espíritos vudus no oeste a uma igreja de pedra na área montanhosa do norte da Etiópia, Pete explora as tradições espirituais da África.
Em uma dura jornada pelo continente onde a raça humana teve origem, Pete espera vislumbrar como foi a primeira experiência do homem com o divino. Para conhecer a tradição espiritual africana, ele começa com a antiga prática vudu em Benin. Confrontando práticas rituais que contradizem as dele, seguidor de convicções religiosas, Pete é forçado a decidir quais rituais quer conhecer. A parada seguinte é Botswana para conhecer os San Bushmen, herdeiros das crenças mais antigas da Terra. Na África do Sul, Pete descobre surpreendentes desenvolvimentos nas crenças religiosas quando conhece os membros da 12ª Igreja Apostólica, e se impressiona ao encontrar africanos que acreditam que o fim do mundo está próximo. Na Etiópia ele encontra um grupo pertencente a uma das religiões mais recentes do mundo, a Rastafari, que ganhou espaço nessa terra sofrida. Sua jornada pelo continente chega ao fim emocionante nas montanhas do norte da Etiópia, onde membros da mais antiga igreja católica da África se reúnem em uma ingreja de pedra para rezar, da mesma forma como vêm fazendo nos últimos 2 mil anos.

7. O Subcontinente Indiano

Rituales en el subcontinente indioPete explora o Karma em um monastério budista do Tibete no alto das montanhas e presencia o 300º aniversário de um guru sique. Pete viaja do Himalaia até o sul da Índia para conhecer os mistérios das religiões indianas. Ele aprende tudo sobre reencarnação, karma, o panteão dos deuses e o respeito aos gurus. Ele visita um monastério budista no alto das montanhas do Tibete. Em Calcutá, participa do colorido festival de Durga Puja e conhece os Aghori, que convivem com a morte. Depois, Pete viaja para os desertos de Rajastan, onde encontra seitas hindus com pessoas que andam sobre o fogo e respeitam, acima de tudo, seus gurus. Em Mumbai ele assiste a um casamento Zoroastriano e investiga por que uma das religiões mais antigas do mundo corre risco de desaparecer. Também descobre como o Siquismo teve uma origem sangrenta e presencia o 300º aniversário de morte do grande guru. Então, ele viaja para o sul para conhecer o Jainismo, uma crença que renuncia à violência contra qualquer forma de vida. Para terminar a viagem, ele passa o Diwali em uma pequena vila, num festival onde as pessoas atiram esterco umas nas outras, com resultados inevitáveis.

8. Australásia e o Círculo de Fogo do Pacífico

Rituales en Australia y el cinturón del fuego pacíficoPara descobrir como crenças tribais sobreviveram à chegada do século 21, Peter assiste a um doloroso ritual em Sulawesi, a um ritual em Alice Springs que expõe bebês à fumaça, e a festivais de fertilidade nas Filipinas. Peter Owen viaja pela Australásia para descobrir como crenças tribais sobreviveram à chegada do século 21. Ele vai para o outback (sertão australiano) em busca do significado do Sonho Aborígene, para a Indonésia para acompanhar o elaborado funeral de uma mulher que morreu há 20 anos, para Sidney para testemunhar a sobrevivência das crenças antigas como as do Mandeanos iraquianos e a crença em bruxarias, e para as remotas ilhas vulcânicas de Vanuatu, no Círculo de Fogo do Pacífico, para desvendar os mistérios do culto à carga. Ele também acompanha o ápice do festival de nove dias de Pulilan Carabao e o festival de fertilidade nas Filipinas que sofre ameaças de proibição.