Introdução

A agricultura era um modo de vida para a maioria dos egípcios e seus métodos de agricultura eram avançados para a época. Seus comerciantes, muito capacitados, estavam entre os melhores do mundo. Mas a vida egípcia não se limitava apenas ao trabalho.

Agricultura

Todos os anos, durante três ou quatro meses, as terras do Egito eram inundadas pelo Nilo. Assim que as águas baixavam, deixando para trás uma camada de lama fértil, o trabalho começava. A terra tinha que ser lavrada duas vezes para quebrar os depósitos antes das sementes serem espalhadas e então pisoteadas pelos animais. As colheitas incluíam trigo, cevada, frutas e legumes como cebola, alho, verduras, ervilha, lentilhas e feijão. Eles eram irrigados por pequenas represas, alimentadas pelo Nilo através de canais e “shadufs”, baldes regulados por peso que podiam retirar a água do rio em um local à margem de um campo.

DADO CURIOSO: O alface era considerado afrodisíaco no Egito Antigo.

Comércio e artesanato

Os artesãos egípcios trabalhavam coletivamente em oficinas, conectadas aos templos ou palácios nas comunidades locais. Às vezes, até viviam juntos em vilas construídas especialmente para o trabalho de projetos importantes, como a construção de uma tumba ou palácio. Muitas destas vilas de artesão foram escavadas, incluindo a Deir el-Medina perto de Tebas, lar dos construtor do Vale dos Reis.

Estes artesãos tinham tanto prestígio que os melhores possuíam até suas próprias tumbas, incrivelmente decoradas e elaboradas. Em Deir el-Medina, a qualidade das pinturas e móveis na tumba de Sennedjem é uma prova de suas capacidades.

Lazer

Os nobres egípcios gostavam de se divertir em grande escala. Eles caçavam pássaros, crocodilos, hipopótamos e leões em grupos, usando carruagens e cachorros, e até guepardos domados. Eles também inventaram a pesca esportiva. Seus banquetes eram eventos elaborados que celebravam nascimentos, casamentos ou festivais religiosos. Eles contratavam cozinheiros, vestiam-se ricamente, bebiam grandes quantidades de vinho e eram entretidos por músicos e dançarinos.

O esporte era uma diversão para todos. Boxe e esgrima eram populares e novos faraós frequentemente realizavam corridas ao redor das pirâmides.

Jogos de tabuleiro também eram extremamente populares – especialmente Senet, um jogo baseado na passagem dos mortos para o submundo.