Formação

Informações de campo de todos os países exibida em ordem alfabética.

A regularidade e riqueza da inundação anual do Rio Nilo, combinadas com o semi-isolamento garantido pelos desertos ao leste e oeste, permitiram o desenvolvimento de uma das maiores civilizações do mundo. Um reino unificado surgiu por volta de 3200 a.C., e uma série de dinastias governou o Egito durante os próximos três milênios. A última dinastia nativa foi derrotada pelos persas em 341 b.C., que, por sua vez, foram substituídos pelos gregos, romanos e bizantinos. Os árabes introduziram o islamismo e a língua árabe no século VII e governaram pelos seis séculos seguintes. Uma casta militar local, o Mamluks, assumiu o controle por volta de 1250 e continuou a governar depois da conquista do Egito pelos turcos otomanos em 1517.

Depois da conclusão do Canal de Suez em 1869, o Egito se tornou um importante centro de transporte mundial, mas contraiu muitas dívidas. Com o objetivo declarado de proteger seus investimentos, os britânicos assumiram o controle do governo do Egito em 1882, mas a submissão ao Império Otomano continuou até 1914.

Parcialmente independente do Reino Unido em 1922, o Egito obteve a soberania total com a queda da monarquia apoiada pelos britânicos em 1952. A conclusão da Represa de Assuã em 1971, que deu origem ao Lago Nasser, alterou a posição do Rio Nilo na agricultura e ecologia do Egito. Uma população em franco crescimento (a maior do mundo árabe), áreas cultiváveis limitadas e a dependência do Nilo continuam a pressionar os recursos naturais e a sociedade. O governo vem tentado suprir as demandas da crescente população egípcia por meio de uma reforma econômica e investimentos maciços em comunicações e infraestrutura física.

Localização

Localização:
Norte da África, na fronteira com o Mar Mediterrâneo, entre a Líbia, a Faixa de Gaza e o Mar Vermelho do Sudão, incluindo a Península do Sinai.

Coordenadas geográficas:
27 00 N, 30 00 E

Referências - Mapas:
África
Área:

total: 1.001.450 km²
posição do país no mundo: 30
área: 995.450 km²
água: 6.000 km²

Área - comparativo:
Três vezes maior do que o Novo México

Fronteiras terrestres:
total: 2.665 km
países fronteiriços: Faixa de Gaza 11 km, Israel 266 km, Líbia 1.115 km, Sudão 1.273 km

Linha costeira:
2.450 km

Limite marítimos:
Mar territorial: 12 mn (milhas náuticas)
zona contígua: 24 mn
zona econômica exclusiva: 200 nm
plataforma continental: 200m de profundidade ou até a profundidade de exploração.

Clima:
desértico; verões quentes e secos com invernos moderados

Topografia:
Vasto planalto desértico, cortado pelo vale do Nilo e seu delta

Extremos topográficos:
Ponto mais baixo: Depressão Qattara -133 m
Ponto mais elevado: Monte Catherine, 2.629 m

Recursos naturais:
petróleo, gás natural, minério de ferro, fosfatos, manganês, calcário, gipsita, talco, amianto, chumbo, zinco

Uso da terra:
terras cultiváveis: 2,92%
cultivos permanentes: 0,5%
outros: 96,58% (2005)

Área irrigada:
34.220 km² (2003)

Fontes de água totalmente renováveis:
86.008 m³ (1997)

Consumo de água doce (doméstico/industrial/agrícola):
total: 68.300 m³/ano (8%/6%/86%)
per capita: 923.000 m³/ano (2000)

Desastres naturais:
secas periódicas; terremotos frequentes; inundações repentinas; deslizamentos de terra; tempestades de ventos quentes, chamadas khamsin, ocorrem na primavera; tempestades de poeira; tempestades de areia

Meio ambiente – questões atuais:
Terras cultiváveis estão sendo perdidas para a urbanização e areias levadas pelos ventos; aumento da salinização do solo abaixo da Represa de Assuã; desertificação; poluição ameaça aos recifes de corais, praias e habitats marinhos; poluição da água por pesticidas, esgotos sem tratamento e resíduos industriais; fontes naturais de água doce são limitadas e distantes do Nilo, a única fonte de água perene disponível; rápido crescimento da população pressiona em excesso o Nilo e os recursos naturais.

Meio ambiente – tratados internacionais:
Partícipe em tratados sobre: Biodiversidade, Mudança Climática, Mudança Climatica-Protocolo de Kyoto, Desertificação, Espécies Ameaçadas, Modificação Ambiental, Dejetos Perigosos, Lei Marinha, Lixo Marinho, Proteção da Camada de Ozônio, Poluição de Navios, Madeiras Tropicais 83, Madeiras Tropicais 94, Pântanos
Assinados, mas não ratificados: nenhum dos tratados selecionados

Geografia- nota:
Controla a Península do Sinai, a única ponte terrestre entre a África e o restante do Hemisfério Ocidental; controla o Canal de Suez, ligação marítima entre o Oceano Índico e o Mar Mediterrâneo; em tamanho e justaposição a Israel, estabelece papel de destaque na geopolítica do Oriente Médio; dependência dos vizinhos; dominância das questões da bacia do Nilo; tendência a afluência de refugiados.